Tags

,

Rio Preto terá ‘big brother da saúde’

Chico Siqueira- O Estado de S. Paulo

A cidade de São José do Rio Preto, no noroeste paulista, está instalando câmeras para vigiar as unidades municipais de Saúde. A iniciativa, chamada de Big Brother da Saúde, vai chegar a 47 prédios municipais que dispõem de unidades básicas e centros que atendem usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo, de acordo com a prefeitura, é registrar o atendimento nesses locais para dar mais segurança tanto aos pacientes como aos funcionários.

 Segundo a Secretaria da Saúde, a vigilância denunciará servidores que atendem mal e também as pessoas que, eventualmente, acabam por agredir funcionários ou danificar as instalações. Há exemplos de ambas as ocorrências.

A secretária interina de Saúde, Terezinha Pachá, relata que, em uma ocasião, um paciente ameaçou funcionários com um facão porque queria ser atendido na hora. Nesses casos, a polícia poderá ser chamada a tempo.

Do outro lado, também há denúncias de usuários contra o atendimento prestado por médicos e funcionários. De acordo com a secretária interina, o sistema vai possibilitar aos gestores checar a veracidade das denúncias, como se há demora ou irregularidade nos atendimentos.

O sistema deverá custar cerca de R$ 196 mil aos cofres municipais, mas, segundo a Secretaria de Saúde, poderá sair mais em conta dependendo da licitação aberta anteontem. O sistema será composto por 58 kits com 4 minicâmeras de vigilância, 2 captadores de som, 1 rack e 1 gravador.

O equipamento, que não ficará dentro das salas de consultas, possibilitará a gravação de imagens e o som de todos que passarem pelas instalações das unidades de saúde, como corredores, salas de espera e recepção. Atualmente, seis unidades contam com sistemas de segurança, mas nenhum deles com som, apenas imagens.

P.S: Tomara que essa iniciativa traga melhorias para a saúde pública, e se comprovado bons resultados sirva de exemplo por todo o país.