Tags

, , , , , , , ,

‘Você pode passar a vida inteira sem perceber que aquilo que procura está bem na sua frente’. Um Dia, contracapa

Um Dia. Duas pessoas. Uma história de amor e vinte anos. É o pontapé inicial do romance de David Nicholls, que já virou filme com Anne Hathaway no papel principal. A expectativa para que ele chegue nas telonas do Brasil é grande (pelo menos por mim e pela Ro). Emma e Dexter são tipos diferentes, mas daqueles que se complementam. No dia 15 de julho de 1988 eles se conhecem e a partir dai não conseguem mais parar de pensar um no outro. Os acontecimentos da vida de Emma e Dexter são narrados apenas no dia 15 de julho de cada ano. A curiosidade pra saber o que acontece com eles nesse período é muito grande. Uma das coisas legais é o humor que há em certas partes do livro. Porque é como realmente acontece com a gente na vida real, por mais que a situação esteja ‘feia’, uma pontinha de bom humor sempre cai bem. Confesso que fiquei com birra do Dexter em algumas partes do livro, mas quando eu vi que ele jogava Tomb Raider eu me simpatizei mais com ele. Já com a Emma é diferente. É muito legal ver a maneira como ela vai se transformando com o passar dos anos, é possível reconhecer o amadurecimento dela. Enfim, essa é uma história que UM DIA você vai ter que ler. Muito bem definida pelos críticos como um clássico moderno, e não poderia ser menos.

Agora fica a ansiedade pra ver o filme…o trailer tá bem legal! Mas como bem avisou minha amiga Rosane, não assista o trailer sem antes ler o livro #ficaadica

Romance ‘Um Dia’, de David Nicholls, vende mais de 60 mil cópias no Brasil e transforma-se em clássico moderno